Acho rídiculo, a forma como esses garotos tem se expandido nos últimos tempos.( os meninos do bonde da Stronda) O pior de tudo, é que ainda tem uma mídia pra apoiar e espalhar, essa "cultura" inútil! ( quero frisar, que não tenho nada contra eles! estou apenas dando uma opinião sobre, essa expansão cultural)
A "música" com a qual eles fazem sucesso, pra mim não passa de sarcasmo, de uma cópia, daquilo que eles tanto criticam! Pois bonde, é uma expressão que vem das partes menos favorecidas, as denominadas favelas! Eles apenas modificam as batidas, pois se é pra falar de letras, os dois lados estão igualados. Não to aqui querendo falar mal do funk ou do tal da “stronda”. Mesmo porque, quem nunca se balançou em uma batida de funk, que atire a primeira pedra.- cada um ouve aquilo que gosta - So to querendo mostrar, o lado que eu vejo disso tudo. Essa desigualdade, que esta presente até no mundo da música. Não gosto de funk, mais, se esse garotos vinhessem de uma classe desfavorecida, eles não estariam na mídia fazendo sucesso! A mídia é desigual, so recebe apoio aquele que tem algo pra dar em troca, pois tem tantos talentos perdidos por ae, que não são descobertos porque não tem um “empurãozinho”!
Essa mesma classe, que apoia esse tipo de “cultura”, é a que critica o outro lado da coisa. Ultimamente se ve tanto apelo por um mundo melhor, pela preservação da natureza, pela cultura dos nossos jovens. O problema, é que esse apelo não passa de meras palavras. Pois hoje em dia, o mesmo que apela pela preservação da natureza, é também aquele que desmata.
Acho que fugi um pouco do assunto, mas eu so queria mostrar que esta sobrando discurso, e esta faltando ação! A reforma cultural tem que começar dentro da gente, tem começar naquilo que está do nosso lado, não adianta querer mudar o resto, se você mesmo não consegue mudar.
A desigualdade não é algo distante nos dias de hoje, muito pelo contrário, esteve e sempre estará presente na nossa vida, pois isso é uma coisa que atravessa gerações, sempre haverá os dois lados, separados por uma irregularidade.
Mais que pelo menos esse dois lados possam curtir suas “culturas”, sem que o lado mais forte( no sentido do capitalismo) critique o lado mais fraco! Pois seria, (ou é) apenas uma critica, daquilo que eles fazem, com outras palavras.

Boa Semana á todos!

4 comentários

  1. Marianne on 12 de outubro de 2008 10:47

    Pois é Carine..
    As pessoas mas falam do que agem..
    Mais criticam o próximo do que olham pro seu próprio umbigo..
    Talvez isso td seja a causa do mundo individualista em vivemos hj..



    Beeeeijos ;*

     
  2. Jééh ! on 12 de outubro de 2008 16:37

    um tema maravilhoso, ameii o assunto, e a maneira como se expressou ^^

    bejo!

     
  3. Thay on 15 de outubro de 2008 13:01

    Adoreiii o assunto1
    Ja fiz um documentario sobre issso!
    e me espanteii com alguns resultados!

     
  4. Arcano 13 on 28 de outubro de 2008 19:15

    eeeeeh!
    a cultura anda meio desvalorizada. vc não vê o novo disco do latino? aff ng merece... o problema é q críticas vazias estão no msm nível do objeto criticado. ai não tem mudança. e enquanto houver uma "classe c" continuarão surgindo músicas que retratam a fuga de suas vidas vazias que se resume a sexo e violência...

    bjss